×

Prolapso retal em cães: como identificar e tratar

Prolapso retal em cães

Prolapso retal em cães: como identificar e tratar

Prolapso retal em cães: como identificar e tratar

Prolapso retal em cães é um problema mais comum do que se imagina e pode causar desconforto ao pet.

É importante que os tutores conheçam esta condição de saúde e saibam como identificar o problema para levá-lo ao veterinário o mais rápido possível.

Continue lendo para conhecer mais sobre a doença, os sintomas, como diagnosticar e buscar tratamento!

O que é prolapso retal em cães e quais os sintomas?

O prolapso retal em cães é uma condição de saúde que ocorre quando a mucosa intestinal é exposta através do ânus, semelhante a uma hemorroida. Embora seja pouco discutido, é um problema bastante comum em cães e pode causar muito desconforto ao pet.

Choque elétrico em cães e gatos
Choque elétrico em cães e gatos

Neste blog, vamos discutir os sintomas, causas, diagnóstico, tratamento e prevenção do prolapso retal em cães.

O que é prolapso retal em cães e quais os sintomas?

O prolapso retal ocorre quando a mucosa do reto é projetada para fora do ânus, semelhante a uma hemorroida. Essa condição é comum em cães que fazem esforço excessivo ao evacuar, e se o animal continuar a forçar, o prolapso pode agravar.

Os principais sintomas do prolapso retal em cães incluem a exteriorização do reto, o que significa uma massa vermelha saindo do ânus.

Além disso, é comum que o animal sinta dificuldade de defecar, apresentando dor ou sangramento nas fezes e até sinais de agressividade por incômodo. Outros sinais são a presença de distensão abdominal, disqueria e hemorragia local.

Existem diversas razões pelas quais um cão pode desenvolver prolapso retal, mas as mais comuns são:

  • Esforço excessivo durante a defecação: é uma das causas mais frequentes para o desenvolvimento do prolapso retal em cães. Se o pet se esforça demais ao defecar, a pressão interna pode fazer com que a mucosa do reto seja projetada para fora do ânus.
  • Constipação: quando o cão está com problemas intestinais, como a constipação, pode desenvolver a doença.
  • Fatores genéticos: embora menos comum, fatores genéticos podem contribuir para o surgimento desta condição de saúde.

O diagnóstico do prolapso retal é feito através de um exame clínico por um profissional especializado. Durante o exame, o veterinário pode verificar a existência de uma protuberância discreta no ânus do cão. Além disso, é possível que o veterinário peça outros exames com a finalidade de confirmar o diagnóstico, entre eles, raios-X e avaliação de histopatologia.

Uréia alta em cães
Uréia alta em cães

Existem três tipos principais de tratamento para o prolapso retal em cães: redução manual do prolapso, tratamento clínico e cirurgia.

A redução manual do prolapso é a técnica mais comum para o tratamento do prolapso e deve ser realizada somente por um veterinário especializado. O tratamento clínico inclui o uso de anti-inflamatórios, medicamentos para controlar a dor e prevenir infecções. A cirurgia é indicada nos casos mais graves, quando o prolapso não pode ser reduzido manualmente e envolve o fechamento do ânus.

Para prevenir o prolapso retal em cães, é importante seguir algumas medidas, como:

  • Alimentação: fornecer ao cão uma alimentação rica em fibras, probióticos e prebióticos pode ajudar na prevenção da constipação e outras condições do trato intestinal.
  • Exercícios físicos: manter o pet ativo e saudável também é importante na prevenção do prolapso retal.
  • Visitas regulares ao veterinário: levar o seu cão para avaliações regulares, mesmo se ele parecer saudável, pode ajudar a detectar problemas precocemente. Além disso, o veterinário poderá orientá-lo sobre como prevenir o prolapso retal.

O prolapso retal em cães pode ser uma condição de saúde grave e desconfortável, mas é possível preveni-la e tratá-la com a ajuda de um veterinário especializado. Se o seu cão estiver apresentando algum dos sintomas descritos neste blog, não hesite em procurar ajuda profissional imediatamente. Lembre-se, a prevenção é sempre a melhor opção quando se trata da saúde dos nossos pets.

Causas do prolapso retal em cães

O prolapso retal em cães pode ser ocasionado por diversos fatores, dentre eles, o esforço excessivo durante a defecação é uma das principais causas. Quando o animal faz muita força para evacuar, aumenta a pressão intra-retal, e isso pode levar ao prolapso do reto.

Drontal
Drontal

Constipação também é outro fator que pode levar ao prolapso retal em cães. Quando o animal está com dificuldade para evacuar por conta de fezes endurecidas, acaba tendo que fazer mais esforço para expulsar, e isso pode ocasionar o prolapso retal.

Além disso, os fatores genéticos também influenciam no desenvolvimento dessa condição de saúde. Algumas raças, como Bulldog Francês e Pug, por exemplo, são mais predispostas a desenvolver o prolapso.

Portanto, é fundamental que o tutor fique atento para evitar esses problemas, sobretudo a constipação, que pode ser prevenida com uma alimentação adequada e com o acesso a água fresca e limpa. É importante também levar o animal para consultas regulares com o veterinário, para que ele possa ser examinado e, se necessário, receber tratamento adequado.

Diagnóstico

O diagnóstico do prolapso retal em cães é realizado por meio de um exame clínico minucioso realizado por um médico veterinário. Durante a avaliação, o especialista verificará a presença de uma massa vermelha no ânus do animal, que consiste na exteriorização do reto.

É importante ressaltar que só o fato de o animal apresentar uma exteriorização retal não significa necessariamente que ele está com prolapso retal, pois outros problemas de saúde podem apresentar o mesmo sintoma. Outros exames clínicos complementares, como toque retal, ultrassom e radiografia do abdome, também podem ser solicitados pelo médico veterinário para confirmar o diagnóstico do prolapso retal em cães.

Endogard
Endogard

Esses exames são fundamentais para avaliar a extensão do prolapso e se há danos nos órgãos. Em casos mais graves, é possível que o veterinário indique a realização de uma colonoscopia para avaliar o reto do animal com mais detalhes e diagnosticar outras possíveis alterações associadas ao prolapso retal em cães.

Por isso, ao perceber qualquer sinal clínico diferente em seu animal de estimação, é fundamental que ele seja encaminhado ao veterinário o mais rápido possível para que um diagnóstico preciso seja feito e o tratamento adequado seja iniciado de forma imediata.

Tratamento do prolapso retal em cães

O tratamento do prolapso retal em cães pode variar de acordo com a gravidade do caso.

Em situações menos graves, a redução manual do prolapso pode ser realizada pelo veterinário. Esse procedimento consiste em reposicionar manualmente o reto no lugar correto e deve ser feito com bastante cautela para não piorar a condição do animal.

Em casos mais graves, o tratamento clínico é indicado para aliviar os sintomas e proporcionar conforto ao pet. Analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos podem ser prescritos pelo veterinário, dependendo da situação.

Em alguns casos, a cirurgia é a melhor opção para corrigir a condição. O procedimento cirúrgico é indicado quando o prolapso é recorrente ou quando o tratamento conservador não apresenta resultados. O objetivo da cirurgia é recolocar o reto em sua posição anatômica correta, além de eliminar as possíveis causas do prolapso.

Cefadroxila
Cefadroxila

É importante ressaltar que o tratamento do prolapso retal em cães deve ser feito o mais rápido possível. O atraso pode dificultar a redução do prolapso ou até mesmo tornar o tratamento mais complexo e oneroso.

No entanto, é sempre melhor prevenir do que remediar. Por isso, é fundamental adotar medidas preventivas para evitar o surgimento do prolapso em cães.

Prevenção do prolapso retal em cães

Apesar de ser um problema de saúde mais comum do que se imagina, o prolapso retal em cães ainda é pouco discutido entre os tutores. Por isso, é fundamental adotar medidas preventivas para garantir a saúde do seu pet.

Uma das principais formas de prevenir o prolapso retal em cães é cuidando da alimentação do seu animal de estimação. Oferecer uma dieta rica em fibras, probióticos e prebióticos pode ajudar a evitar a constipação, que é uma das principais causas dessa condição.

Miosite
Miosite

Além da alimentação, é importante garantir que o seu cão faça exercícios físicos regulares para estimular o trânsito intestinal e evitar o esforço excessivo durante a defecação. Outra medida importante é levar o animal ao veterinário regularmente para acompanhamento da saúde, incluindo exames de rotina para prevenção e detecção precoce de possíveis problemas de saúde.

Lembre-se, o prolapso retal em cães é um problema sério que pode causar muito desconforto ao pet. Por isso, é fundamental adotar medidas preventivas para minimizar o risco de desenvolvimento desse problema de saúde e garantir a qualidade de vida do seu cãozinho.

Conclusão

Agora você já sabe o que é prolapso retal em cães, seus sintomas, causas, diagnóstico e tratamento. É fundamental estar atento às mudanças no comportamento do seu pet, especialmente em relação ao processo de defecação, e levá-lo ao veterinário assim que for identificado algum sinal de prolapso retal.

Além disso, é possível prevenir essa condição de saúde por meio de uma alimentação adequada, exercícios físicos e visitas regulares ao veterinário. Afinal, a saúde e o bem-estar do seu pet estão sempre em primeiro lugar!

Publicar comentário

  • Facebook
  • X (Twitter)
  • LinkedIn
  • More Networks
Copy link