Por que tem barulho que cachorro não gosta?

cachorro com medo de barulho
cachorro com medo de barulho

Por que tem barulho que cachorro não gosta?

Ah, os magníficos ouvidos dos cãezinhos! Eles possuem uma audição aguçada capaz de perceber os mínimos ruídos e, muitas vezes, até ouvir aquela conversa que você está tendo do outro lado da casa. Incrível, não é?

Mas por que será que alguns barulhos incomodam tanto os nossos amigos de quatro patas? Bem, vamos discutir aqui algumas razões surpreendentes que podem explicar essa reação canina aos ruídos. Prepare-se para ter insights que vão fazer seu queixo cair!

Por que tem barulho que cachorro não gosta?

Ah, cachorrinhos e seus medos peculiares. É impressionante como certos barulhos podem fazer com que eles se escondam sob a cama ou tremam de medo no cantinho mais distante da casa. Mas qual é o motivo de tanto pavor? Por que tem barulhos que cachorro não gosta?

Os ouvidos sensíveis dos cachorros

Bem, antes de tudo, precisamos entender que os ouvidos dos cachorros são muito mais sensíveis do que os nossos. Enquanto nós humanos detectamos sons entre 20 Hz e 20.000 Hz, os peludos conseguem captar frequências que variam entre incríveis 40 Hz a 60.000 Hz.

Ou seja, eles têm o dom de ouvir coisas que nem sabemos que existem! Isso significa que o barulho de um trovão estrondoso, por exemplo, pode parecer um verdadeiro apocalipse para os nossos amigos de quatro patas. É como se fossem fogos de artifício estourando dentro de seus ouvidinhos. Coitadinhos!

Urina de cachorro muito amarela
Urina de cachorro muito amarela

Instinto de proteção

Outra questão importante é o instinto de proteção natural que os cães possuem. Eles foram domesticados, mas ainda têm fortes traços do seu ancestral lobo, que precisava estar sempre alerta para possíveis ameaças na natureza. Portanto, qualquer barulho fora do comum pode ser interpretado como um sinal de perigo em potencial.

Associação a eventos negativos

Além dos ouvidos sensíveis e do instinto de proteção, os cachorros também têm uma habilidade incrível de associar eventos negativos a determinados barulhos. Por exemplo, se durante uma tempestade com trovoadas, seu cãozinho levar um choque de uma tomada elétrica, ele poderá associar o som do trovão ao desconforto do choque. A partir dessa experiência traumática, o medo pode se instalar a cada vez que chover.

Maus tratos ou experiências traumáticas

Infelizmente, cachorros também podem ter medo de barulhos devido a experiências negativas, como maus tratos ou abuso. Se o seu amiguinho peludo já passou por algo assim, é natural que ele tenha ansiedade ou medo excessivo em relação a determinados sons.

Agora que já entendemos por que tem barulho que cachorro não gosta, vamos descobrir quais são esses barulhos que tanto incomodam os peludos.

Fogos de artifício

Ah, os fogos de artifício, estouros brilhantes e coloridos que indicam festa e diversão para nós, mas pesadelo e pânico para o seu cachorro. O barulho estridente e os clarões repentinos podem desencadear um medo tão intenso nos cães que muitos acabam se escondendo ou até mesmo tentando fugir para escapar dessa tortura sonora.

Feocromocitoma
Feocromocitoma

Trovoada

Nada como uma boa tempestade para deixar aquele cheirinho gostoso de terra molhada no ar, certo? Bem, nem tanto para os cachorros. O barulho do trovão, especialmente quando é alto e próximo, pode deixar os pobrezinhos em um estado de ansiedade e medo extremos. Além disso, a sensibilidade dos ouvidos caninos faz com que eles captem o som da trovoada muito antes de nós, o que aumenta ainda mais o desconforto.

Aspirador de pó

Você já tentou passar o aspirador de pó na sala enquanto seu cachorro está por perto? Se sim, provavelmente percebeu que isso pode se tornar uma verdadeira batalha. O barulho alto e constante do aspirador pode ser assustador para os cães, pois é algo fora do comum em seu ambiente. Sem mencionar que o próprio movimento do aspirador pode ser interpretado como uma ameaça por instinto de proteção.

Campainha

Ding dong! Quem é? Bem, a campainha pode ser um pesadelo para alguns cachorros. O som abrupto e alto da campainha pode pegar seu amiguinho desprevenido e despertar seus instintos de proteção, fazendo com que ele se sinta ameaçado.

Buzina de carros

Diversão para alguns, tortura para outros. O som estridente da buzina de carros pode fazer com que seu cãozinho encolha as patas e tente encontrar o lugar mais seguro possível. Além disso, se você mora em uma área movimentada, onde buzinas são constantes, é provável que o seu peludo esteja sofrendo com um nível elevado de estresse sonoro.

Agora que sabemos quais barulhos podem incomodar os cães, fica a pergunta: como ajudá-los a lidar com toda essa ansiedade e medo desnecessários?

Como ajudar seu cachorro a lidar com barulhos

Você pode pensar que seu querido cãozinho tem um gosto musical bem peculiar, pois ele sempre foge de certos sons. Mas a verdade é que os cães têm ouvidos muito sensíveis e certos barulhos são simplesmente insuportáveis para eles.

DDIV
DDIV

Então, se você quer ajudar seu companheiro peludo a lidar com esses ruídos irritantes, aqui estão algumas dicas úteis.

Construir uma associação positiva

Uma maneira eficaz de ajudar seu cachorro a lidar com os barulhos que ele não gosta é criar uma associação positiva com eles. Você pode começar gradualmente, expondo seu cãozinho a um som suave que o incomoda um pouco, mas não o deixa apavorado. Enquanto isso, recompense-o com petiscos saborosos, elogios e carinho.

Dessa forma, ele começará a associar esse som desagradável com coisas boas e positivas. À medida que seu cão se sentir mais confortável com o som inicial, você pode aumentar gradualmente a intensidade ou o volume. Lembre-se de que a paciência é fundamental durante esse processo. Se em algum momento ele ficar extremamente ansioso ou assustado, diminua a intensidade e volte a associar o som a algo positivo.

Fornecer um refúgio seguro

Seu cachorro pode precisar de um lugar para se refugiar durante episódios de barulho excessivo. Isso pode ser uma toca acolhedora em sua casa, uma caixa de transporte ou até mesmo um cômodo onde o som seja menos intenso.

Certifique-se de deixar o espaço confortável com uma cama macia, brinquedos seguros e um cheiro familiar, como um dos seus cobertores. Ao estabelecer essa área segura, garanta que ela esteja sempre disponível para seu cão quando ele precisar se esconder. Nunca force seu cãozinho a sair do refúgio durante momentos de ansiedade, pois isso pode agravar o medo que ele está sentindo. Deixe-o ir até você quando estiver pronto para sair.

Utilizar técnicas de dessensibilização

A dessensibilização é uma ótima ferramenta para ajudar seu cão a lidar com barulhos que ele não gosta. Essa técnica envolve expor seu cachorro a sons desagradáveis em um nível que ele possa tolerar e, gradualmente, aumentar a exposição ao longo do tempo.

Comece com um som suave que incomode levemente seu cão, mas não o deixe em pânico. Enquanto o som está tocando, distraia-o com brincadeiras, petiscos ou qualquer outra coisa que ele goste. Repita esse processo várias vezes, aumentando gradualmente a intensidade ou o volume do som a cada sessão. Com o tempo, seu cãozinho vai se acostumar com esses barulhos específicos e se tornará menos ansioso.

Buscar ajuda profissional

Se seu cachorro está tendo dificuldades sérias para lidar com barulhos, é sempre bom procurar ajuda profissional. Um treinador de cães ou um etólogo (especialista em comportamento animal) pode ajudá-lo a desenvolver um plano de treinamento personalizado para lidar com o medo do seu cão. Eles podem fornecer orientações específicas e técnicas adequadas para a situação.

Além disso, se você suspeitar que seu cão tem algum trauma relacionado a barulhos anteriores, um profissional será capaz de oferecer o apoio necessário para superar esses problemas emocionais e ajudá-lo a se sentir mais seguro.

Então, da próxima vez que o aspirador de pó ou uma tempestade assustadora fizerem seu cãozinho tremer de medo, lembre-se dessas dicas úteis. Construa uma associação positiva, forneça um refúgio seguro, utilize técnicas de dessensibilização e, se necessário, busque ajuda profissional. Seu cachorro vai agradecer e vocês poderão aproveitar juntos uma convivência mais tranquila e harmoniosa, mesmo quando o mundo está repleto de barulhos irritantes.

Conclusão

Se você já passou pela experiência de ter um cachorro que não gosta de barulhos altos, sabe o quão desafiador pode ser. Afinal, por que alguns barulhos afetam tanto os nossos amigos de quatro patas? Vamos explorar algumas possíveis razões e discutir como podemos ajudá-los a lidar com isso.

Os cachorros possuem uma audição extremamente aguçada, muito mais sensível do que a dos humanos. Isso significa que eles conseguem ouvir frequências mais altas e sons mais distantes do que nós. Portanto, é natural que alguns barulhos que parecem inofensivos para nós sejam muito mais intensos e perturbadores para eles.

Outro motivo pelo qual alguns cachorros não gostam de barulhos altos é o seu instinto de proteção. Eles podem interpretar esses sons como ameaças e reagir de maneira agitada ou assustada. Afinal, eles são animais de matilha e, instintivamente, tentam se proteger e aos seus donos de qualquer possível perigo.

Os cachorros são mestres em fazer associações entre diferentes estímulos. Se um determinado barulho for repetidamente associado a eventos negativos, como uma experiência assustadora, ele pode passar a causar ansiedade e medo no animal. Por exemplo, se o seu cachorro presenciou uma tempestade muito intensa que causou estragos em sua casa, é provável que ele passe a ficar ansioso toda vez que ouvir o barulho de trovões.

Infelizmente, alguns cachorros desenvolvem um medo de barulhos altos devido a experiências traumáticas passadas, como maus tratos ou abusos. Esses animais podem ficar traumatizados e desenvolver uma aversão permanente a sons altos. Nesses casos, é importante oferecer cuidado e paciência especializados para ajudá-los a superar esses traumas.

Agora que entendemos melhor por que alguns barulhos incomodam tanto os cachorros, vamos discutir como podemos ajudá-los a lidar com esse problema.

Uma estratégia eficaz é criar uma associação positiva com os barulhos que incomodam o seu cachorro. Por exemplo, durante o treinamento, sempre que ele estiver exposto a esses ruídos, ofereça recompensas e elogios para que ele entenda que não há motivo para sentir medo. Gradualmente, ele pode começar a associar esses sons à positividade.

Muitos cachorros se sentem seguros em áreas mais isoladas quando estão assustados por barulhos altos. Crie um espaço confortável e tranquilo para o seu cachorro se refugiar, como uma caminha aconchegante em um local silencioso da casa. Isso pode ajudá-lo a se sentir mais protegido e diminuir a ansiedade causada pelos ruídos indesejados.

A dessensibilização é uma técnica que consiste em expor gradualmente o cachorro aos barulhos que o incomodam, começando com intensidades baixas e aumentando aos poucos. Com o tempo, o cachorro pode se acostumar com esses sons e deixar de reagir negativamente a eles. É importante ter paciência e respeitar os limites do animal durante esse processo.

Se o medo do seu cachorro em relação a barulhos altos persistir e estiver impactando negativamente a qualidade de vida dele, é recomendável buscar ajuda profissional. Um treinador de animais ou um veterinário especializado em comportamento canino poderá oferecer orientações personalizadas e técnicas avançadas para lidar com essa questão.

Com amor, dedicação e as estratégias certas, você pode ajudar o seu amigo peludo a se sentir mais à vontade em situações barulhentas e garantir que ele viva uma vida mais tranquila e feliz.

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *