×

Otite em gatos

ouvido de gato

Otite em gatos

Otite em gatos: principais tipos e como cuidar do felino com dores no ouvido.

Se você tem um gato em casa, sabe que esses bichanos são animais cheios de personalidade e que adoram receber carinho.

Porém, mesmo sendo animais bem-resistentes, os gatos estão sujeitos a algumas enfermidades, como a otite – inflamação no ouvido do pet.

Nesse artigo, vamos entender melhor o que é otite em gatos, seus principais tipos, causas e sintomas.

Além disso, falaremos sobre os tratamentos medicamentosos e tópicos, bem como os cuidados pós-tratamento e a prevenção da doença em felinos. Acompanhe!

O que é otite em gatos

Os gatos são animais muito independentes e costumam manter uma higiene regular em sua aparência, incluindo seus ouvidos. No entanto, problemas como a otite podem afetar esses felinos, causando dores e desconfortos.

Neste artigo, vamos entender o que é essa enfermidade e como cuidar do seu felino para evitar a inflamação nos ouvidos.

A otite em gatos é uma inflamação nos ouvidos do felino, que pode ser causada por diversas causas, como bactérias, fungos ou até mesmo parasitas, como ácaros. O problema pode afetar a parte interna, média ou externa do ouvido do animal, o que determina o grau de dificuldade no tratamento.

Existem dois tipos principais de otite em gatos: a otite primária, também conhecida como parasitária, e a otite secundária, ou infecciosa.

rinite
rinite

A primária é causada por ácaros, que deixam o ouvido mais escuro e com mau cheiro. Já a secundária ocorre quando os ouvidos ficam úmidos, favorecendo o crescimento de bactérias e fungos no local. Independentemente do tipo, a otite causa intensa coceira e desconforto no pet, que pode até se machucar tentando se aliviar. Por isso, é importante prevenir e tratar o problema com regularidade.

A otite em gatos pode ser causada por diversos fatores de risco, como infecções, alergias, problemas hormonais, acidentes e até mesmo genética.

Parasitas como ácaros são uma das causas mais comuns, assim como bactérias e fungos que proliferam em ambientes úmidos e quentes. Independentemente da causa, é importante identificar o problema o quanto antes para iniciar o tratamento adequado e evitar que a otite se torne crônica.

Continue lendo para saber mais sobre os sinais e sintomas da otite em gatos, bem como as possibilidades de tratamento e prevenção da enfermidade.

Causas da otite em gatos

Assim como nos humanos, a otite em gatos pode ser causada por diversos fatores. Entre eles estão os parasitas, bactérias e fungos, além de fatores de risco como o estresse, imunidade baixa, alergias, entre outros.

Os parasitas podem ser ácaros, que se proliferam na cera do ouvido e causam inflamações e coceiras intensas. Já as bactérias e fungos se proliferam em ambientes úmidos, como quando a orelha do gato fica muito tempo molhada.

Além disso, é importante lembrar que alguns gatos possuem predisposição a desenvolver otites, por isso é importante ficar atento aos sinais do seu pet e sempre levá-lo ao veterinário regularmente.

É importante destacar que cada tipo de otite possui suas próprias causas e sintomas, portanto é fundamental consultar um médico-veterinário para realizar o diagnóstico correto e indicar o tratamento adequado. Evite automedicação ou receitas caseiras, pois podem piorar o quadro do seu pet.

Sintomas de otite em gatos

A otite em gatos pode ser difícil de identificar, mas existem alguns sinais que podem indicar que o seu bichano está sofrendo com o problema.

O primeiro sintoma é a coceira no ouvido, que pode ser tão intensa que o felino comece a esfregar o ouvido no chão ou em móveis para tentar aliviar o desconforto. Além da coceira, outro sintoma comum é a vermelhidão e dor na região afetada, que pode se tornar visível na pele do gato.

O seu pet também pode apresentar outros sinais clínicos de otite como a apatia e a surdez, uma vez que a dor e a inflamação no ouvido podem interferir na capacidade dele de ouvir e se comunicar. Um odor forte vindo do ouvido é outro sinal de que algo não está certo, pois indica a presença de uma infecção ou inflamação.

rinite
rinite

Ferimentos e secreções líquidas nas orelhas também podem ser indícios de otite. Por fim, é comum que o gato fique com a cabeça pendida para um dos lados, que é o lado em que ele está sentindo a dor de ouvido. Também é comum que ele sacuda a cabeça com frequência, o que pode piorar a inflamação e os sintomas da otite.

Se o seu gato apresentar um ou mais desses sinais clínicos, é importante levá-lo imediatamente ao veterinário para um diagnóstico e tratamento adequados.

Como tratar a otite em gatos

Tratamento da otite em gatos Diagnóstico:

Assim que observar sintomas de otite em seu gato, é preciso levá-lo ao veterinário para que seja feito o diagnóstico correto e o tratamento mais eficaz seja indicado. O diagnóstico envolve examinar o canal auditivo do animal com um otoscópio para verificar a presença de inflamação, secreção ou outros sinais da doença.

Tratamento medicamentoso:

Os medicamentos mais comuns prescritos por veterinários para o tratamento da otite feline incluem antibióticos, antifúngicos e anti-inflamatórios. O tipo de medicamento utilizado dependerá do tipo de infecção que o gato apresenta. É muito importante seguir corretamente a receita e a dosagem de medicamentos prescrita pelo veterinário, mesmo que o animal pareça ter melhorado antes de terminar o tratamento.

Tratamento tópico:

Em alguns casos, o veterinário pode prescrever uma pomada, uma gota ou um spray para aplicação diretamente dentro do ouvido do animal. Esse tipo de tratamento é necessário quando a infecção está localizada na parte interna do canal auditivo.

Lavagem de ouvido:

Quando a infecção é mais grave, o veterinário pode recomendar a lavagem do ouvido do animal para remover toda a sujeira e bactérias acumuladas. Esse procedimento é realizado sob sedação, a fim de evitar dor e desconforto no animal. É fundamental que a lavagem seja realizada por um profissional com bastante experiência na área.

Cuidados pós-tratamento:

Após o tratamento da otite ser concluído, é preciso tomar alguns cuidados para evitar que o problema retorne. É importante manter a higiene do ouvido do animal, secando bem a área após o banho, por exemplo. Além disso, é recomendado evitar que o gato se exponha a situações que possam causar irritação ou inflamação nos ouvidos, como a presença de ácaros, poeira ou umidade.

Em conclusão, é possível evitar e tratar a otite em gatos com cuidados simples e seguindo corretamente as recomendações do médico veterinário. Fique atento aos sintomas e leve seu animal de estimação ao profissional sempre que necessário, garantindo assim um tratamento eficaz e a saúde do seu felino.

Como prevenir a otite em gatos

Mantendo a higiene do ouvido do seu gato em dia, você já diminui as chances de desenvolvimento de otite. Além disso, examine regularmente o ouvido do seu felino para detectar qualquer mudança que possa indicar a presença do problema. Lembre-se de que cachorros são mais suscetíveis a ter otites, mas isso não significa que gatos estão completamente imunes.

Proteção contra parasitas:

A presença de parasitas pode contribuir para o surgimento de otite em gatos. Portanto, é fundamental manter o seu pet protegido contra pulgas, carrapatos e ácaros, que são alguns dos principais responsáveis pelo problema. Além disso, faça a higienização da cama e dos ambientes frequentados pelo seu pet.

Dieta e suplementos:

A alimentação também é um fator importante quando se trata da saúde do seu gato. Uma alimentação equilibrada, rica em vitaminas e minerais, pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico do felino e prevenir doenças, inclusive a otite. Converse com o seu médico-veterinário para entender as necessidades nutricionais do seu pet e, se necessário, considere a suplementação alimentar.

gato fazendo coco
gato fazendo coco

Visitas regulares ao veterinário:

Por fim, não subestime a importância das visitas regulares ao médico-veterinário. Além de ajudar a prevenir a otite, as consultas periódicas garantem que o seu gato esteja com a saúde em dia, permitindo que o diagnóstico e o tratamento de problemas sejam feitos precocemente. Portanto, mantenha a carteira de vacinação do seu pet em dia e agende check-ups regulares.

Conclusão

Em resumo, a otite em gatos pode afetar tanto a parte externa quanto a interna dos ouvidos, sendo causada por parasitas, bactérias e fungos. Os sintomas incluem coceira, odor forte, ferimentos, vermelhidão e surdez.

O tratamento deve ser prescrito por um veterinário, variando conforme a causa da otite. Para prevenir o problema, é recomendado manter a higiene regular dos ouvidos do gato, protegê-lo contra parasitas e seguir uma dieta saudável. Com os cuidados necessários, seu gato pode viver sem dores de ouvido.

Publicar comentário

  • Facebook
  • X (Twitter)
  • LinkedIn
  • More Networks
Copy link