×

Intoxicação por teobromina

cachorro comendo chocolate

Intoxicação por teobromina

“Nunca ofereça chocolate para cachorro: Os perigos da intoxicação por teobromina”

Você sabia que oferecer chocolate para cães pode ser muito perigoso e até mesmo fatal?

O chocolate contém uma substância chamada teobromina, que é tóxica para os pets e pode causar intoxicação, insuficiência hepática, crises alérgicas, aumento da pressão arterial e até convulsões.

Por isso, é extremamente importante evitar que o seu cachorro tenha acesso a qualquer tipo de chocolate, mesmo em pequena quantidade.

Neste artigo, vamos explorar mais sobre os perigos da intoxicação por teobromina, e o que você pode fazer para garantir a saúde e segurança do seu peludo.

Acompanhe!

Por que o chocolate é tóxico para cães?

O chocolate é uma das guloseimas mais adoradas no mundo todo, tanto pelos humanos quanto pelos pets. Mas, enquanto para nós pode ser uma deliciosa sobremesa, para os cães pode ser tóxico e até mesmo fatal. Uma das principais substâncias presentes no cacau, o teobromina, pode causar sérias intoxicações em cachorros, e isso pode ocorrer mesmo com pequenas quantidades.

Neste artigo, vamos discutir os principais motivos pelos quais o chocolate é tóxico para os cães, incluindo a concentração de teobromina, as metilxantinas e a quantidade de chocolate ingerida, além dos sintomas de intoxicação por teobromina.

boca de cachorro
boca de cachorro

Metilxantinas: cafeína e teobromina

O chocolate é feito a partir dos grãos de cacau, que contêm duas substâncias que podem ser tóxicas para os cães: cafeína e teobromina. As metilxantinas são estimulantes do sistema nervoso central, o que pode levar a vários problemas de saúde.

A cafeína é encontrada em baixas concentrações no chocolate e é rápida e facilmente metabolizada pelos cães, o que significa que é menos tóxica do que a teobromina. A teobromina, por outro lado, é metabolizada mais lentamente pelo organismo dos cães, o que significa que pode se acumular e causar efeitos tóxicos.

A concentração de teobromina no chocolate varia de acordo com o tipo de chocolate, sendo que o chocolate amargo é o mais tóxico para os cães, enquanto o chocolate branco é o menos tóxico em virtude da menor concentração de cacau.

Concentração de teobromina no chocolate

A quantidade de teobromina no chocolate varia de acordo com o tipo de chocolate. Quanto mais escuro e concentrado o chocolate, maior é a concentração de teobromina, o que significa que o chocolate amargo é o mais perigoso para os cães. O chocolate ao leite também é perigoso, pois contém uma quantidade significativa de açúcar e gordura, além da teobromina.

Tamanho do cachorro e quantidade de chocolate ingerida

A quantidade de chocolate necessária para causar intoxicação em um cão depende de vários fatores, incluindo o tamanho do cachorro e a quantidade de chocolate ingerida. Em geral, cães menores são afetados mais rapidamente do que cães maiores. Além disso, as quantidades tóxicas de teobromina variam amplamente e podem ser tão baixas quanto 20mg / kg de peso corporal.

Sintomas de intoxicação por teobromina

Os sintomas de intoxicação por teobromina incluem vômitos, diarreia, respiração rápida, batimento cardíaco acelerado, aumento da temperatura corporal, tremores, convulsões, ataxia (perda de controle muscular), falência renal, coma e até a morte. Se você suspeitar que seu cão ingeriu chocolate, é importante levá-lo ao veterinário imediatamente.

O chocolate pode ser uma deliciosa guloseima para os humanos, mas é tóxico para os cães. A teobromina presente no cacau pode causar problemas graves de saúde em cães, incluindo convulsões e até a morte.

cachorro no sol
cachorro no sol

Para manter seus cães seguros, é importante manter todo o chocolate fora do alcance dos pets e oferecer alimentos e guloseimas próprios para cães. Se você suspeitar que seu cão ingeriu chocolate, leve-o ao veterinário imediatamente para receber tratamento adequado. Lembre-se, a prevenção é sempre o melhor remédio.

Como evitar a intoxicação por teobromina?

Agora que você já entendeu por que o chocolate é tóxico para cães e quais os sintomas da intoxicação por teobromina, é hora de saber como evitar que o seu pet sofra com esse problema. Confira algumas dicas importantes:

Mantenha o chocolate fora do alcance dos pets

A primeira dica é a mais óbvia, mas não custa reforçar. Mantenha o chocolate e seus derivados fora do alcance dos pets. Isso inclui guardá-los em locais altos e fechados, como armários e geladeiras, e nunca deixá-los expostos em mesas e bancadas, por exemplo. Certifique-se também de que as crianças da casa entendam a importância de não dar chocolate para o pet.

Ofereça petiscos e alimentos próprios para cães

Uma forma de evitar que o cão seja atraído pelo cheiro doce do chocolate é oferecer petiscos e alimentos próprios para cães. Existem diversas opções no mercado, como biscoitos, snacks e rações com sabores variados que certamente irão agradar ao seu pet. Além disso, esses produtos são desenvolvidos especialmente para as necessidades nutricionais dos cães, o que contribui para a saúde deles.

Fique atento a outros alimentos tóxicos para cães

Além do chocolate, existem outros alimentos que podem ser tóxicos para cães e que devem ser evitados. É o caso de uvas, cebola, alho, abacate, café, álcool, entre outros. Fique atento também a plantas tóxicas para pets, como comigo-ninguém-pode e lírio. Se desconfiar que o seu pet ingeriu algum desses itens, procure imediatamente a orientação de um médico-veterinário.

cachorro no veterinario
cachorro no veterinario

Com essas dicas simples, é possível prevenir a intoxicação por teobromina e garantir a saúde e o bem-estar do seu pet. Lembre-se sempre de manter a casa segura para o seu animal de estimação e de educar a todos que convivem com ele sobre os perigos do consumo de alimentos tóxicos. Afinal, o melhor presente que podemos dar aos nossos pets é cuidar bem deles.

O que fazer se o cão ingerir chocolate?

Se o seu cãozinho aprontou e comeu chocolate, a primeira coisa a se fazer é manter a calma. É importante não perder tempo e levar o animal ao veterinário imediatamente.

Quanto antes o tratamento for iniciado, maiores serão as chances de sucesso. Por isso, não espere que os sintomas apareçam para tomar uma atitude. O tratamento da intoxicação por teobromina dependerá da quantidade ingerida pelo cachorro e da gravidade dos sintomas.

Geralmente, o veterinário fará uma avaliação para verificar as condições do animal e analisar se é necessário interná-lo para monitoramento.

Durante a internação, o pet receberá medicamentos para combater a intoxicação e será monitorado para garantir que está respondendo bem ao tratamento. Além disso, poderá ser necessário administrar medicamentos complementares para controlar a pressão arterial, os batimentos cardíacos e outros sintomas.

Caso o animal tenha ingerido uma quantidade grande de chocolate, pode ser necessário realizar lavagem gástrica para evitar a absorção da teobromina. Nesse caso, o veterinário fará uma avaliação criteriosa para determinar a melhor forma de proceder.

É importante destacar que os tratamentos são individuais. Por isso, é preciso ter muita atenção quanto à quantidade ingerida pelo animal e à gravidade dos sintomas apresentados. Por isso, somente o veterinário poderá determinar o melhor tratamento para o seu pet.

Não é recomendado tentar realizar o tratamento em casa. Além de ser perigoso, é mais provável que haja falhas e o quadro do animal se agrave ainda mais. Por isso, é importante sempre procurar ajuda profissional.

Ao levar o cão ao veterinário, forneça todas as informações possíveis, como a quantidade de chocolate ingerida, o tipo de chocolate e os sintomas apresentados. Essas informações serão importantes para ajudar no diagnóstico e no tratamento adequado.

Em casos mais leves de intoxicação, podem ser necessários alguns dias de repouso e uma dieta leve para o pet. Mas mesmo que os sintomas pareçam leves, é importante marcar uma consulta com o veterinário para avaliar se há riscos à saúde do animal.

varios tipos de ração de cachorro
varios tipos de ração de cachorro

Em resumo, se o seu pet ingerir chocolate, jamais tente resolver o problema em casa, pois isso pode ser perigoso para o animal. A melhor opção é levar o cão imediatamente ao veterinário e fornecer todas as informações sobre a quantidade e o tipo de chocolate ingerido. Lembre-se de que quanto mais rápido for o atendimento, maiores serão as chances de sucesso no tratamento.

Conclusão

Para proteger nossos animais de estimação da intoxicação por teobromina, é essencial que os tutores saibam o quão perigoso é o consumo de chocolate para cães. As substâncias presentes no chocolate, principalmente a teobromina, são altamente tóxicas para os cachorros, podendo levar até à morte em casos mais graves.

Para evitar a intoxicação, é fundamental manter o chocolate fora do alcance dos pets, oferecer petiscos e alimentos próprios para cães e ficar atento a outros alimentos tóxicos. Caso o seu cão ingerir chocolate, leve-o imediatamente ao veterinário e siga as medidas de tratamento para garantir que ele fique bem.

Lembre-se, nossos animais são nossos companheiros leais e protegê-los é nossa responsabilidade como tutores. Então, nunca ofereça chocolate para seu cachorro, por mais que eles peçam com aquele olhar irresistível. Prevenir é sempre melhor do que remediar.

Publicar comentário

  • Facebook
  • X (Twitter)
  • LinkedIn
  • More Networks
Copy link