Prevenindo doenças renais em cães e gatos

gato no veterinario
gato no veterinario

Prevenindo doenças renais em cães e gatos: Março Amarelo Pet.

Março é conhecido como o mês da conscientização e prevenção da endometriose na medicina humana. Mas, na veterinária, o Março Amarelo destaca um problema que pode afetar cachorros e gatos: as doenças renais.

Essas condições são muito comuns em pets idosos e podem afetar até 60% deles, chegando a ser uma das principais causas de óbito em cães e gatos com mais de 7 anos.

Infecções, inflamações, intoxicações, presença de parasitas, traumas, doenças autoimunes e congênitas ou hereditárias são algumas das causas dessas doenças, que podem ser prevenidas com diagnóstico precoce e cuidados regulares.

Compreender os sintomas e as possibilidades de tratamento é fundamental para garantir a qualidade de vida do seu pet. Acompanhe nosso blog e saiba tudo sobre prevenção de doenças renais em cães e gatos.

Doenças renais em cães e gatos

No mês de março, a medicina veterinária reserva um período para a conscientização e prevenção de um grupo de afecções que atingem cães e gatos em todo o mundo: as doenças renais. Esse problema é tão importante para nossos pets quanto a endometriose é para as mulheres.

gato no outono
gato no outono

Considerando que as doenças renais estão entre as principais causas de óbito de cães e gatos acima dos 7 anos de idade, é muito importante que os tutores entendam a gravidade dessa enfermidade e saibam como preveni-la.

Compreendendo as doenças renais em pets Nas doenças renais, os rins não conseguem exercer as funções que fisiologicamente são esperadas.

Os rins têm a responsabilidade de evitar a perda excessiva de água, manter o equilíbrio eletrolítico e excretar compostos nitrogenados que resultam do metabolismo.

Esse órgão é responsável por filtrar o sangue e eliminar as impurezas que se acumulam no corpo. Mas quando há doença renal, o paciente com problemas renais tende à desidratação e ao acúmulo de ácidos e moléculas que, normalmente, deveriam ser excretados na urina.

Causas das doenças renais em pets

As causas podem ser diversas, como infecções, inflamações, presença de parasitas, traumas, intoxicações, doenças autoimunes, congênitas ou hereditárias. Alguns hábitos alimentares, falta de hidratação e idade também podem influenciar no desenvolvimento dessas enfermidades.

Porém, nem sempre as doenças renais são diagnosticadas no começo e, muitas vezes, só são detectadas quando o quadro já está em um estágio mais avançado e grave.

Raças mais afetadas pelas doenças renais

Cães e gatos de qualquer porte, raça ou idade podem ter problemas renais. Ainda assim, os especialistas informam que algumas raças, como por exemplo o Persa, Beagle, Boxer, Schnauzer miniatura, Labrador e Cocker spaniel, são mais propensas a desenvolver doença renal crônica. Além disso, problemas renais costumam afetar mais animais acima de 7 anos de idade.

Sintomas de doenças renais em cães e gatos

O principal desafio com as doenças renais em pets é o fato de que nem sempre o animal sente dor a ponto de não conseguir se locomover normalmente, por exemplo. O avanço da doença é gradativo e silencioso. À medida que a enfermidade progride, alguns sinais podem indicar a presença do problema, como tristeza, perda de apetite e de peso, vômitos, diarreias, aumento da sede e da urina, entre outros.

gato pequeno
gato pequeno

Prevenção de doenças renais em cães e gatos

Alimentação adequada Uma das principais formas de prevenir as doenças renais é por meio da alimentação. Oferecer ao seu pet uma ração de qualidade, em quantidade adequada ao peso e à fase da vida do bicho, é fundamental para manter os rins em boas condições. Isso porque um excesso de proteína pode sobrecarregar o órgão e prejudicar seu funcionamento.

Hidratação do pet

Outro fator importante é manter a hidratação do pet. Por isso, é importante garantir que a água esteja sempre limpa e fresca para o seu pet 24 horas por dia. É aconselhado oferecer água de fontes seguras (como filtrada e fervida) e substitui-la por completo ao menos uma vez ao dia. O monitoramento da ingestão de água é também um fator importante.

Cuidados com a higiene

A higiene é um fator importante para a prevenção das doenças renais em pets. Não apenas a limpeza dos locais em que o animal frequenta (como o ambiente e seus utensílios), como também o uso frequente de antipulgas e carrapatos são importantes. Parasitas podem transmitir doenças que, posteriormente, se manifestarão por meio de sintomas renais.

Consultas regulares ao veterinário

As doenças renais são muito comuns em cães e gatos, mas podem ser evitadas e tratadas com sucesso desde que sejam apresentados sinais precoces. Como vimos, é fundamental fazer a prevenção dessas enfermidades por meio de uma alimentação balanceada, da ingestão de água de qualidade, da higiene adequada e das consultas regulares ao veterinário.

Lembrando que esse é um papel central do tutor e que garantir o bem-estar do animal deve ser a preocupação mais importante em todas as fases da vida dele.

gato na areia
gato na areia

Prevenção de doenças renais em cães e gatos

A prevenção é sempre o melhor caminho quando se trata de saúde. Nas doenças renais em cães e gatos, isso não é diferente. Algumas medidas muito importantes podem ser tomadas para evitar que o pet desenvolva problemas renais, como:

Alimentação adequada: uma dieta equilibrada pode evitar muitos problemas de saúde, incluindo os renais. É importante oferecer ao pet ração de qualidade, específica para a sua fase da vida e peso. Procure sempre seguir as instruções do veterinário em relação à quantidade de ração a ser oferecida.

Hidratação do pet: manter o animal hidratado é fundamental para o bom funcionamento dos rins. Tenha sempre água limpa e fresca disponível para o pet, trocando-a regularmente. Em casos mais específicos, pode ser necessário oferecer água com pH mais alcalino ou filtrada.

Cuidados com a higiene: manter o ambiente do pet sempre limpo e higienizado, especialmente em relação à caixa de areia dos gatos, pode evitar o desenvolvimento de infecções que afetam as funções renais.

Consultas regulares ao veterinário: realizar consultas regulares ao médico veterinário é muito importante para detectar problemas renais ainda no estágio inicial, antes que se tornem mais graves e prejudiquem a qualidade de vida do pet. Além disso, é importante seguir as orientações do veterinário em relação a exames de rotina e tratamentos preventivos.

Essas medidas simples podem prevenir muitas doenças renais em cães e gatos e garantir a saúde e o bem-estar dos pets por muito mais tempo. Não espere que o seu animal de estimação apresente sintomas para pensar em prevenir. Cuide do seu pet desde o início da vida e você terá um companheiro saudável e feliz por muitos anos.

Tratamento de doenças renais em cães e gatos

Quando um animal é diagnosticado com uma doença renal, o tratamento dependerá do estágio da doença. Se o diagnóstico for feito precocemente, o tratamento pode ser mais eficaz.

gato com pulga
gato com pulga

Medicação é a primeira opção de tratamento. O veterinário pode prescrever medicamentos que são capazes de aliviar os sintomas da doença renal. Alguns medicamentos podem ajudar a controlar a pressão arterial e a manter a produção de urina. Outros medicamentos podem ser utilizados para controlar a náusea e o vômito.

Além da medicação, a dieta especial também é importante para o tratamento de doenças renais em cães e gatos. A alimentação deve ser específica para a condição renal do pet. A dieta especial é capaz de equilibrar a quantidade de proteínas, fósforo, sódio, cálcio e outros nutrientes que são prejudiciais para os rins.

A intervenção cirúrgica é a última opção de tratamento para doenças renais em cães e gatos. Isso porque a cirurgia é um procedimento invasivo que pode ter riscos para a saúde do animal. A intervenção cirúrgica só é recomendada em casos extremos, quando o animal não está respondendo bem à medicação e à dieta especial.

Além dessas opções, os pets com doenças renais podem precisar de outros tipos de tratamento, como fluidoterapia, transfusões de sangue e diálise. Vale lembrar que o tratamento é feito caso a caso, sendo necessário o acompanhamento veterinário para decidir a melhor abordagem em cada situação.

gato selvagem
gato selvagem

É importante que o proprietário esteja atento aos sinais de doenças renais em seus animais de estimação e consulte um veterinário regularmente. O Março Amarelo Pet é um mês importante para conscientização e prevenção dessas doenças, mas a atenção com a saúde renal dos pets deve ser uma preocupação constante dos tutores.

Com a abordagem correta, as doenças renais podem ser gerenciadas e os pets podem ter uma vida saudável e feliz. Cuide bem de seu pet e consulte regularmente um veterinário para a prevenção e tratamento de doenças renais.

Conclusão

Por último, é fundamental estar atento às doenças renais em cães e gatos, já que são uma das principais causas de óbito em pets acima dos 7 anos de idade. Conhecer os sintomas, buscar ajuda veterinária o mais rápido possível e adotar uma alimentação adequada, além de manter a hidratação e a higiene em dia, são medidas fundamentais para a prevenção e tratamento dessas enfermidades.

Lembre-se, a prevenção é sempre a melhor opção para garantir a qualidade de vida do seu pet. Então, mantenha a rotina de cuidados em dia, leve-o para passear e, claro, não esqueça de encher o cantinho dele com amor e carinho!

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *