×

Descubra se o seu cachorro está com febre e como agir

cachorro com febre

Descubra se o seu cachorro está com febre e como agir

Descubra se o seu cachorro está com febre e como agir

Então você começou a perceber que seu cachorro está agindo de forma estranha, talvez esteja um pouco “redondinho” e não tão enérgico como de costume. Bem, pode ser que ele esteja com febre! E não, não é apenas uma alta temperatura, é muito mais do que isso. Mas não se preocupe, neste texto vamos te contar como descobrir se seu amigão está com febre e o que fazer a respeito. Então, prepare-se para se tornar o Sherlock Holmes dos cachorros!

Sintomas de febre em cachorro

Você ama o seu cachorro e quer ter certeza de que ele está sempre saudável, certo? Então, vamos falar sobre um dos sinais de que algo pode não estar indo muito bem: a febre. Quando aquele nariz frio e úmido se transforma em um focinho quente e seco, é hora de prestar atenção!

cachorro no veterinario
cachorro no veterinario

Os sintomas de febre em cachorro podem variar, mas normalmente envolvem uma mudança no comportamento e na disposição do pet. Se ele costumava ser animado e brincalhão, mas agora está mais quieto e apático, é sinal de que algo não está certo. Claro, isso também pode acontecer quando ele descobre que você esqueceu de trazer petiscos para a caminhada, mas é melhor prevenir do que remediar, certo?

Além disso, um dos sinais de febre em cachorros é a alteração da aparência do focinho. Geralmente, ele fica mais seco e quente do que o normal. Mas cuidado, isso não quer dizer que você deve sair por aí tocando o focinho de todos os cachorros que encontrar e gritando “ele está com febre!”. Afinal, um focinho quente e seco nem sempre é sinal disso. É preciso observar esse sintoma juntamente com outros.

Ah, e tem mais! Outros sintomas de febre em cachorros incluem falta de apetite, tremores, sonolência, vômitos, diarreia e ingestão excessiva de água. Nossa, parece até que estamos falando de uma pessoa com ressaca! Mas não se preocupe, mesmo que o seu cachorro esteja agindo de forma estranha e apresente alguns desses sintomas, é importante lembrar que a febre pode ser um sinal de diversos problemas de saúde. Portanto, se você suspeita que ele está com febre, a melhor coisa a fazer é levá-lo ao veterinário.

Agora que você já sabe quais são os sintomas de febre em cachorro, vamos falar sobre como medir a temperatura do seu amigão. Se você é daquelas pessoas super preparadas e tem um termômetro veterinário em casa, parabéns! Você está sempre um passo à frente. Mas, se você é como a maioria de nós e não tem esse tipo de equipamento, não se preocupe. Existem outros sinais que podem indicar que o seu cachorro está com febre.

cachorro vesgo
cachorro vesgo

É claro, é importante ressaltar que nenhum desses sinais é 100% preciso. Portanto, se você realmente quer ter certeza de que o seu cachorro está com febre, a melhor opção é buscar ajuda profissional. O veterinário poderá fazer uma avaliação adequada do seu amigão e determinar o melhor curso de ação.

Resumindo, se você notar uma mudança no comportamento e na disposição do seu cachorro, um focinho mais quente e seco do que o normal, falta de apetite, tremores, sonolência, vômitos, diarreia ou ingestão excessiva de água, é hora de prestar atenção e buscar ajuda veterinária. Lembre-se, o melhor remédio sempre é a prevenção. Cuide bem do seu cachorro e fique atento aos sinais de febre! Mantenha-se em dia com as vacinas e não se esqueça de dar a ele todo o amor e carinho que ele merece.

Como medir a temperatura do cachorro

Como medir a temperatura do cachorro: Medir a temperatura do seu cachorro pode ser uma tarefa um tanto desafiadora, especialmente se o bichinho não estiver muito colaborativo. Então, o jeito mais eficiente é utilizar um termômetro veterinário.

Mas calma lá, não saia pegando aquele que você usa para verificar a sua própria temperatura, pois não vai funcionar. O termômetro veterinário é diferente, com uma haste flexível que diminui o desconforto e o risco de lesões. Ou seja, é feito especialmente para os pets! Isto significa que não dá pra usar qualquer coisa que você tenha em casa.

Agora, cá entre nós, se você preferir fazer esse procedimento em casa, é melhor tomar cuidado. Na teoria, aferir a temperatura do cachorro com o termômetro é a única maneira de saber com certeza se ele está com febre. Porém, isso não é recomendado para amadores. Isso mesmo, nem mesmo o título de “especialista em medir a temperatura de cães” é algo que você pode incluir no seu currículo.

cachorro picado por uma formiga
cachorro picado por uma formiga

Primeiro, o processo pode causar desconforto e incômodo para o seu bichinho. E você não quer se arriscar a enfrentar a fúria de um cachorro bravo, né? E segundo, leva um pouco de prática para fazer isso sem machucar o peludo. Portanto, a recomendação é deixar essa tarefa para os profissionais.

Mas não se preocupe, você não precisa passar no RH de um hospital veterinário para marcar uma consulta só para medir a temperatura do seu cachorro. O mais importante é ficar atento aos seguintes sintomas de febre em cachorro: apatia, falta de apetite, tremores, sonolência, vômitos, diarreia e ingestão excessiva de água. Se você notar algum desses sinais, é melhor levar o seu amigão rapidinho para uma consulta no veterinário.

Agora que você já sabe como medir a temperatura do seu cãozinho, só não vale sair medindo a temperatura de todo mundo na casa com o termômetro veterinário, hein!

Focinho quente e seco não é sinal de febre

Se você acha que o focinho quente e seco do seu cachorro é um sinal de febre, está na hora de desvendar esse mistério! De acordo com o Dr. Caio, nem sempre essa é a verdade. Pode até fazer parte do quadro, mas é melhor observar outros sintomas também. Afinal, quem nunca teve um dia ruim e ficou com o nariz quente e seco? O mesmo pode acontecer com os cãezinhos.

Então, não se engane pelas aparências! Se você suspeitar de febre no seu peludo, é importante levá-lo ao veterinário o mais rápido possível. Lembre-se que a febre pode ser um sintoma de problemas mais graves. Não se arrisque a fazer o diagnóstico sozinho. Vamos deixar essa tarefa para os profissionais, tá bom?

E aí, já descobriu se o seu cachorro está com febre? Não? Então continue lendo para aprender como medir a temperatura do seu pet corretamente e os próximos passos caso ele esteja mesmo com febre.

cachorro com remela
cachorro com remela

Como proceder em caso de suspeita de febre

Quando você perceber algum sintoma que indique que seu cachorro possa estar com febre, é importante tomar algumas medidas para garantir o seu bem-estar. Em caso de suspeita de febre, a primeira coisa a se fazer é procurar um veterinário. Não tente diagnosticar ou tratar o seu animal por conta própria, pois isso pode agravar a situação.

O veterinário será capaz de realizar exames para identificar a causa da febre e prescrever o tratamento adequado. Ele também poderá avaliar se há algum problema de saúde subjacente que possa estar causando a febre.

Enquanto aguarda a consulta com o veterinário, você pode ajudar o seu cachorro a se sentir mais confortável. Mantenha-o em um ambiente calmo e tranquilo, evitando situações estressantes. Se ele estiver com falta de apetite, ofereça alimentos leves e de fácil digestão, como arroz e frango cozidos.

Certifique-se de que seu cachorro está bebendo água suficiente para evitar a desidratação. Caso ele não esteja se hidratando adequadamente, você pode tentar oferecer água de coco ou fazer cubos de gelo com caldo de frango para estimular a ingestão de líquidos.

cachorro magro
cachorro magro

Lembre-se de observar os outros sintomas que seu cachorro apresenta, como vômitos, diarreia ou tremores. Anote essas informações para compartilhar com o veterinário durante a consulta.

É fundamental cuidar do seu melhor amigo de forma responsável, então não hesite em buscar ajuda profissional se você suspeitar que ele está com febre. Cuide do seu cãozinho como você gostaria que cuidassem de você quando você estiver doente. Afinal, quem não gosta de carinho e atenção extra quando está se sentindo mal?

Conclusão

Bem, chegamos ao fim do nosso passeio pelos sintomas de febre em cachorros! Agora você já sabe que aquele focinho quente e seco nem sempre é sinal de febre. Incrível, não é?

Mas as boas notícias não param por aí! Agora que você sabe identificar os sintomas, também já sabe como proceder em caso de suspeita de febre no seu bichinho de estimação. É muito importante que você não ignore os sinais e procure um veterinário o mais rápido possível. Afinal, a febre pode indicar problemas mais graves e quanto mais cedo for diagnosticada, melhor será o prognóstico para o seu amiguinho peludo.

E não se esqueça, a Petz está aqui para te ajudar nessa jornada! Temos profissionais capacitados e prontos para cuidar do seu pet com todo o carinho e atenção que ele merece. Então, se você notar qualquer sinal de doença no seu cachorro, não hesite em nos procurar.

Esperamos que você tenha aprendido muito com esse texto e que agora esteja mais preparado(a) para identificar a febre no seu cachorro e agir da maneira correta. Porque nada é mais importante do que a saúde e o bem-estar do seu melhor amigo, não é mesmo? Continue nos acompanhando aqui no blog da Petz e descubra mais dicas e informações sobre o mundo animal. Até a próxima!

Publicar comentário

  • Facebook
  • X (Twitter)
  • LinkedIn
  • More Networks
Copy link